A importância da autoestima na saúde e na felicidade

Fonte: Dr. Luiz Carlos de Oliveira - Cirurgião Plástico CRM/RO 857


À primeira vista, a autoestima parece estar ligada somente ao conceito de beleza. Mas o termo é muito mais complexo, pois trata de questões profundas e psicológicas.

Segundo o Dr. Luiz Carlos Oliveira*, cirurgião plástico que atua em Porto Velho há mais de 20 anos, a OMS (Organização Mundial da Saúde), define saúde como sendo o bem-estar físico e mental: “A autoestima se relaciona ao modo como uma pessoa se sente em relação à sua própria imagem. Como ela se enxerga é o que chamamos de “autoimagem”. Muitas vezes, essa autoimagem vai impactar no seu comportamento e no papel que ela desempenha na sociedade. Nesse sentido, se alguém está descontente com sua própria aparência, pode ter problemas de saúde, sejam eles físicos ou emocionais”, diz o Dr. Luiz.

No Brasil, a maioria das mulheres está insatisfeita com o próprio corpo e gostaria de mudar alguma coisa no aspecto físico, o que coloca o país entre um dos primeiros do ranking em número de cirurgias realizadas.

Para o Dr. Luiz, muitas cirurgias causam impactos significativos na qualidade de vida de uma pessoa: “vemos diariamente na clínica, pessoas que estavam inseguras, lidando com complexos de inferioridade por questões relacionadas à aparência. Casos como reconstruções mamárias após um procedimento de retirada das mamas na luta contra o câncer, rinoplastia, que é a famosa plástica no nariz, correção de lábios leporinos, otoplastia, que reposiciona as orelhas, eliminação do excesso de pele após um emagrecimento significativo, colocação de próteses de silicone para o aumento dos seios e tantos outros que acompanhamos, demonstram como os aspectos físicos podem alterar a qualidade de vida, através de uma autoimagem positiva obtida após um procedimento”.

Por outro lado, a vaidade extrema e desmedida, também é um perigo e pode criar um círculo vicioso de preocupação e insatisfação. “Como em tudo mais na vida, o equilíbrio é o segredo para uma autoestima saudável. Ter uma boa alimentação, praticar atividade física regularmente, evitar o cigarro e preservar o tempo de lazer e convívio social, são atitudes que ajudam a cuidar da saúde de forma integral e contribuem para a elevação da autoestima. Afinal, o importante na vida é ser feliz”, completa o Dr. Luiz.